Um dos pontos fracos do saneamento básico atual é a perda de água no momento da distribuição. Segundo um estudo do Instituto Trata Brasil com a GO Associados, obtido pelo G1, oito estados do país perdem metade ou mais da água que produzem.  

Você provavelmente está se perguntando em que momento essa perda ocorre, né? Há duas maneiras de chamá-la, a primeira é a chamada de perda real, que é sempre associada a vazamentos, e a segunda é a perda aparente, que é a relativa à falta de hidrômetros ou demais erros de mediação, à ligações clandestinas e ao roubo de água.

Infelizmente, a média de perda de água potável é de 38% no país, equivalente a mais de 7000 mil piscinas olímpicas. Os índices nesse quesito mostram o mau funcionamento da gestão de grande parte do setor privado e traz novos desafios ao governo.

Quando as perdas são mais baixas, como nos estados Goiás, Rio de Janeiro e Mato Grosso, significa que a gestão está sendo bem feita e é eficiente na gestão do serviço. 

Para o Instituto Trata Brasil, a perda real de água tem um grande impacto negativo sobre o meio ambiente. Muitas cidades já sofrem escassez hídrica, e as perdas fazem com que mais água tenha que ser retirada da natureza para cobrir a ineficiência, vazamentos e outros problemas no sistema de distribuição.

Além de todo esse problema com o saneamento básico, que não estão ao nosso alcance, existe o desperdício ocasionado por nós. Dentre eles: escovar os dentes com a torneira aberta, tomar banhos longos, lavar as calçadas com mangueiras, sistemas inadequados de irrigações.

Fazendo a nossa parte, como podemos evitar o desperdício?

  • Fique de olho nos possíveis vazamentos que pode ter em casa;
  • Pequenas mudanças na hora de lavar a louça e tomar banho;
  • Aproveite a água da chuva para lavar a roupa;
  • Utilize a água da máquina para lavar o quintal;
  • Molhe as plantas com regador;

O que a NB²Things tem a ver com isso?

Contamos com soluções de software e hardware para viabilizar a Indústria 4.0, inclusive, hoje estamos com o projeto voltado para o Saneamento 4.0 que permite efetuar o gerenciamento e monitoramento de vazamento, consumo e necessidade de manutenção da rede. Além de simplificarmos a comunicação de objetos com a internet, ajudamos os consumidores a interagirem e administrarem os dados de forma inteligente.


Ou seja, sem mais perda de água por aí! Com o nosso dispositivo, conseguimos monitorar e gerenciar o vazamento e assim, a empresa contratante é capaz oferecer as soluções cabíveis.

  • Share:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar essas tags e atributos HTML: <a href=""> <abbr> <acronym> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Send a Message